Nenão foi lançado pelo PMDB como pré-candidato a prefeito por Nova Andradina

Da Redação


Previsto para ser uma grande festa do PMDB em Nova Andradina, as cadeiras do plenário da câmara municipal não foram completadas e ficaram praticamente vazias. O evento marcado para este sábado (21), com grandes lideranças partido, vieram apenas o ex-governador André Puccinelli, senador Moka, os deputados estaduais, Maurício Picarelli e Renato Câmara e da presidente do PMDB Mulher, Carla Stephanini.

>> Leia também

Em meio a debanda de filiados, PMDB de Nova Andradina recebe ''caciques''

Lideranças estaduais participam de encontro do PMDB em Nova Andradina

Como anunciado pelo próprio partido durante a semana, por meio do presidente do diretório municipal, Newton Luiz Oliveira (Nenão) e os vereadores do PMDB, Robertinho Pereira e José dos Santos Correa (Zé Bugre), confirmaram presença também da senadora Simone Tebet, do presidente do diretório estadual do PMDB/MS, deputado estadual Junior Mochi e dos deputados federais, Carlos Marun e Geraldo Resende, porém, não vieram.

O objetivo do evento era fortalecer a sigla, conduzir Nenão como presidente do partido em Nova Andradina e ato de filiações.

Durante os discursos dos correligionários, todos foram enfáticos em deixar claro que Nenão seria o pré-candidato a prefeito por Nova Andradina, o deputado estadual Maurício Picarelli, lançou Nenão como pré-candidato a prefeito para o próximo pleito e, ressaltou que o ex-prefeito Gilberto Garcia ex-peemedebista, hoje filiado no PR, poderia fazer parte do processo eleitoral com o PMDB.

Puccinelli poupou suas palavras e somente disse que não se intrometerá no processo eleitoral dos municípios, mas que todas as cidades do Estado terão pré-candidatos a prefeito ou, os próprios diretórios municipais façam coligações que melhor entenderem.

Já nos bastidores do evento, o ex-governador disse que o prefeito Roberto Hashioka (PSDB), não sairá para a reeleição e que é a vez do PMDB, junto com aliados, fazer a “mudança”. Sobre a saída do pecuarista Ademar Capuci do partido, ele não acredita e disse que isso não acontecerá.

Moka também economizou em suas palavras, mas disse sobre seus investimentos na cidade e acrescentou que se houver uma dobradinha, entre Nenão e Gilberto Garcia, a vitória é garantida em Nova Andradina.

Já o anfitrião do evento, Nenão disse que é filho de Nova Andradina, falou de sua carreira política e que se sente preparado para disputar a eleição municipal no ano que vem, tanto para prefeito quanto para vice, destacando que não é político de carreira. Nenão também frisou que o partido é de todos. “O PMDB não tem dono”, disse.

Nenão também declarou na tribuna que a imprensa está dizendo que o partido está esvaziado e saindo várias lideranças, cutucou dizendo que ninguém o procurou para saber quantos estão sendo filiados. Se referindo ao pecuarista Ademar Capuci que está com um pé no barco do PSDB e tão logo, poderá cair no ninho tucano, após longa conversa via fone com o governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB), ponte feita pelo prefeito Roberto Hashioka.

Na mesa de autoridades, participaram o ex-prefeito Gilberto Garcia, Ademar Capuci, vereador Robertinho Pereira, deputado Maurício Picarelli, Carla Stephanini, ex-governador André Puccinelli, senador Moka, deputado Renato Câmara, vereador Zé Bugre, Dr. Hernandez, prefeito Tuta e vereador Natal de Barros de Ivinhema.

No plenário, estiveram presentes alguns vereadores de Nova Andradina, lideranças políticas da cidade e região. Várias pessoas foram filiadas durante o evento.

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!