• paraiso45
  • posto 138

  • Farol10440
11/11/2012 10h27

‘Só entrego a filha na presença da polícia’, diz jovem que tocou terror em Batayporã

Redação

Imagens: Jornal da Nova


- Foto : Jornal da Nova

A reportagem do Jornal da Nova teve acesso às alegações do jovem que tocou o terror em Batayporã, na noite deste sábado (10), por volta das 19h20, onde Marcus Vinícius Pinto da Silva de 23 anos, ateou fogo em uma motoneta Honda/Biz com placa de Nova Andradina, nos móveis de sua residência e manteve a própria filha refém sob ameaça de uma faca.

 

>>Leia também
Jovem toca o terror em Batayporã, põe fogo na casa e filha fica refém

 

Segundo o autor, tudo teria começado por volta das 13h10, quando ele se encontrava em sua residência na Rua João Toloti, 202, foi quando seu cunhado foi até ao local juntamente com a filha de 04 anos do autor, uma vez que o autor esta separado de sua esposa aproximadamente uns 20 dias, os três teriam ido a um pagode em Nova Andradina.

Já por volta das 18h30, os três retornaram para a residência do autor, porém, seu cunhado deslocou para seu domicílio, enquanto o autor e sua filha permaneceram na residência, segundo Marcus, ele teria tentado por várias vezes contato com sua ex-mulher para buscar a filha, porém não obteve êxito, tempo em que compareceu ao local, sua ex-sogra e entregou parte de um dinheiro que devia ao autor, momento em que o autor interpelou sobre o paradeiro de sua ex-mulher, pois pretendia entregar a criança.

 

Em pouco tempo, compareceu sua ex-mulher proferindo palavras ofensivas “vagabundo, bêbado”, nesta hora, o autor ficou revoltado e disse que agora não iria entregar mais a criança para mais ninguém, a não ser na presença da polícia.

 

Em seguida, compareceu no local uma pessoa conhecida por Jhonata da Silva Bastos de 19 anos, conduzindo a Biz juntamente com mais duas pessoas das quais o autor não as conhecem, pois, estes teriam a intenção de pegar a criança, a pessoa de Jhonata teria dito que foi para buscá-la, o autor de posse de uma faca desferiu um golpe que atingiu a região posterior direita da coxa, neste momento Jhonata abandonou a Biz no chão e saiu correndo e segundo o autor a faca caiu no chão e ele entrou na residência.

 

Uma testemunha foi até a Delegacia de Polícia Civil, informando que visualizou Marcus ateando fogo em uma motocicleta.

Ainda segundo relato do autor a polícia, ele teria apanhado outra faca e segurou sua filha e ateando fogo nos móveis de sua casa utilizando de um isqueiro e óleo vegetal como combustível, durante o fogaréu ele permaneceu trancado dentro do banheiro com a filha enquanto a casa pegava fogo.

 

A Polícia Militar de Batayporã chegou ao local e começou negociar com o autor, no mesmo instante foi acionado o Corpo de Bombeiros e a Força Tática de Nova Andradina, pois em virtude da população estar revoltada, os policiais tiveram que isolar o local para os populares não o lincharem.

 

Depois das negociações, ele soltou a filha e se entregou para a polícia que em seguida, encaminhou para a Delegacia de Polícia Civil, onde permanece preso a disposição da Justiça.
 



veja também


  • agro e pesca364


PUBLICIDADE
  • quatro rodas318
  • copana144
  • Coopergraos14
  • Droganossa / São Roque12
  • nova flex80
  • construcasa301
  • Galo Tintas68