• paraiso45
  • PMNA Show de premios10462

  • Farol10440
18/12/2012 23h00

PHAC está prestes a explodir, denuncia OAB de Dourados

Redação

Imagens: Arquivo/O Progresso


- Foto : Arquivo/O Progresso

“A PHAC – Penitenciária Harry Amorim Costa está a beira de uma explosão”, afirmou o presidente da Comissão Criminal da OAB – Ordem dos Advogados de Dourados, Maurício Hasslan, nesta segunda feira (17), logo após uma visita à penitenciária de Dourados. Segundo ele, o presídio está abrigando 1.723 presos, quando a capacidade máxima dele é 718, o que torna a situação “insustentável”.

 

Enquanto visitava o presídio, Hasslan presenciou a chegada de um ônibus que trazia mais 32 internos transferidos de Campo Grande para Dourados, o que chocou o membro da OAB. “Isso já extrapolou todos os limites imagináveis”, advertiu indignado o advogado.

 

Rebelião
Maurício Hasslan disse, ainda, que o clima dentro do presídio é de “tensão”, já que o risco de uma rebelião é iminente em função da superlotação. Segundo ele, o número de agentes penitenciários é insuficiente para dar conta de tantos presos, além disso, o final de ano é um período em que as visitas aos presidiários aumentam, o que torna a situação ainda mais grave. “A PHAC está prestes a explodir”, reiterou Hasslan.

 

De acordo com Maurício, o presídio que tem capacidade para abrigar 723 internos estava acostumado a manter uma média de 1300, “o que já era um absurdo”, ressalta. Mas nos últimos meses a transferência de presos chegou ao “absurdo” de “amontoar na PHAC 1723 presos, o que faz da penitenciária um barril de pólvora”, denuncia Hasslan.

 

Em agosto deste ano o juiz da 3ª Vara Criminal, Francisco Vieira de Andrade Neto, afirmou que “a PHAC é uma bomba relógio”.

 

O juiz ainda disse que a superlotação impede a ressocialização de presos o que leva estas pessoas a voltarem ao mundo do crime depois de cumprirem pena.

 

Recentemente o Governo do Estado anunciou um plano de ampliação de vagas em alguns presídios do estado: Aquidauana (105), Ponta Porã (210), Dois Irmãos do Buriti (115), Naviraí (112) e do presídio feminino de Três Lagoas, com 105 vagas, perfazendo 423 novas vagas em presídios do Estado.


Com informações Jornal O Progresso
 



veja também


  • navi carnes194


PUBLICIDADE
  • Dedé Fest167
  • copana144
  • Sindicato11
  • concordia6
  • KLD Seguros10454
  • construcasa301
  • Galo Tintas68