• Paraíso17

SIG de Nova Andradina prende assaltantes de restaurante em Casa Verde

Suspeitos foram presos em um sítio na Teijin no dia seguinte ao roubo
Da Redação / Imagens: Polícia Civil/Divulgação
18/11/2019 19h02
Da esquerda para a direita: Douglas Barbosa, de 21 anos, Edivaldo Luis dos Santos Silveira, de 24 anos, vulgo Pequeno, e Leonildo Ferreira da Rocha, de 19 anos / Imagens: Polícia Civil/Divulgação

Edivaldo Luis dos Santos Silveira, de 24 anos, vulgo “Pequeno”, e Leonildo Ferreira da Rocha, de 19 anos, foram presos suspeitos de cometer um assalto no último dia (14), num restaurante e parada de ônibus localizado na rodovia BR-267, em Nova Casa Verde, distrito a 56 km de Nova Andradina. Prisão foi efetuada após intensa investigação da SIG (Seção de Investigações Gerais) da Delegacia de Polícia Civil.

 

Leia também

|Dupla armada assalta restaurante durante a madrugada em Nova Casa Verde

 

Conforme informações policiais, os dois criminosos chegaram no estabelecimento com os rostos cobertos com camisetas e portando uma arma de fogo tipo espingarda e um pedaço de pau. A dupla invadiu as dependências do restaurante e anunciou o assalto, rendeu algumas pessoas que estavam no local, dentre funcionários e clientes.

 

Em seguida quebraram o vidro de uma “máquina de pegar celular” e pegaram várias caixas de aparelhos celulares, uma caixa de som da marca JBL de cor amarela e um cigarro eletrônico, bem como subtraíram cerca de R$ 600 do caixa do estabelecimento. Posteriormente fugiram para local incerto e não sabido.

 

Após descoberta do crime, os investigadores da SIG entraram em ação e, em diligências pelo distrito, prenderam Douglas Barbosa, de 21 anos, que estava na posse da arma de fogo utilizada no assalto, trata-se de uma espingarda de pressão torneada para “calçar” munição calibre 22.

 

O suspeito foi encaminhado à Delegacia de Nova Andradina e autuado em flagrante delito por “posse ou porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, na qualidade de suprimir ou alterar marca, numeração ou qualquer sinal de identificação de arma de fogo ou artefato”.

 

Em seu formal interrogatório ele confessou que ficou apenas incumbido de esconder a arma de fogo utilizada no crime, em troca de um valor em dinheiro e que não executou o crime de roubo ao restaurante.

 

Algumas testemunhas também foram conduzidas para a Delegacia de Polícia para prestarem esclarecimentos e foram liberadas, sendo encontrado com elas a caixa de som da marca JBL e o cigarro eletrônico.

 

As investigações continuaram e apontaram os dois autores do roubo, “Pequeno” e Leonildo, onde foi requerida a prisão preventiva de ambos, que foi deferida pelo Poder Judiciário no dia 15, com anuência do MPE (Ministério Público Estadual).

 

No mesmo dia, no período da tarde, os investigadores descobriram que a dupla de assaltantes estava escondida num sítio no Assentamento Teijin, foram até o local para dar cumprimento aos mandados de prisão.

 

Na propriedade rural os agentes da SIG encontraram os dois acusados juntamente com uma adolescente, de 17 anos, bem como 41 “paradinhas” de crack e duas pedras brutas da mesma substância, que totalizaram 11,4 gramas, o que motivou a autuação em flagrante da dupla também pelo crime de tráfico de drogas, associação para o tráfico de drogas e corrupção de menores.

 

Já a adolescente foi liberada para responder em liberdade, conforme preceitua o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente). No local também foram encontrados os aparelhos celulares subtraídos do restaurante.



Galeria de Imagens / Imagens: Polícia Civil/Divulgação



Comunicar erro




VEJA MAIS