• Paraíso17

Líder do governo diz que busca mais um voto para aprovar ''Taxa do Lixo'' em Nova Andradina

Caso verifique que a não conseguirá a aprovação, Ricardo Lima pontuou que deverá solicitar a retirada de pauta
Da Redação / Imagens: Arquivo/Thiago Odeque/CMNA
18/12/2017 07h20
Líder do governo na Câmara, vereador Ricardo Lima (DEM), busca mais um voto / Imagens: Arquivo/Thiago Odeque/CMNA

Em entrevista exclusiva para o Jornal da Nova, o líder do governo na Câmara, vereador Ricardo Lima (DEM), afirmou que busca mais um voto para aprovar a chamada “Taxa do Lixo” em Nova Andradina, na sessão desta segunda-feira (18), a partir das 19h30. 

 

Leia também

>> Prefeitura recua, retira taxa de recolhimento e faz coro por tratamento do lixo

>> Vereadores se manifestam sobre ''taxa do lixo'' em entrevista ao Jornal da Nova

>> Câmara de Nova Andradina vota dia 18 criação de novas taxas e aumento da COSIP

>> Contrário à taxa de coleta de lixo, Quemuel diz que população já paga tributos demais 

 

“O projeto já está na pauta desde sexta-feira (15) e, a princípio, vai sim para votação, mas tenho até amanhã, às 18h, para ver o cenário e decidir, pois eu tenho a prerrogativa de tirar o projeto”, explicou o parlamentar.

 

Caso verifique que a não conseguirá a aprovação, Ricardo Lima pontuou que deverá solicitar a retirada de pauta, para não criar “vilões e heróis” entre os vereadores. “Hoje temos seis votos, precisamos de mais um”, reiterou. 

 

Questionado se a pressão popular poderia inviabilizar a votação, o vereador ponderou: “A população tem todo direito de se manifestar, mas a gente tem que analisar de que forma, pois é necessário”. 

 

“O pacote de maldades não é só aqui. Várias cidades do Brasil cobram há décadas. Infelizmente, vai chegar um momento que vai ter que pagar. Se não agora, pode ser que seja em 2018, 19 ou 20. É algo que vem de cima pra baixo, que está acontecendo no País todo”, concluiu.

 

Além da criação da “taxa do lixo’’, os vereadores devem votar, nesta segunda-feira, a criação da Taxa de Vistoria para Reconhecimento de Limites com Estradas Municipais, e a mudança na Lei Complementar 050/2002, a fim de elevar o percentual de cobrança da COSIP.

 

No decorrer das últimas semanas, as redes sociais deram voz à população que, em sua maioria, se manifestou contra os projetos. Para a sessão de hoje, segmentos da sociedade se organizam no sentido de se manifestarem mais uma vez, agora na Câmara Municipal, para dizer “não” à criação das novas taxas e à elevação da Contribuição para o Custeio da Iluminação Pública.






VEJA MAIS